Destaque - Evanescence No Brasil

Em Videolog, Moita Rock mostra cobertura do Show do Evanescence em Porto Alegre.

Em um Videolog, o Moita Rock mostrou uma cobertura do show do Evanescence em Porto Alegre.

No vídeo, além de opiniões, eles mostram trechos em ótima qualidade do show.

Vale a pena ver o vídeo todo.

Aliás, para quem gosta de ficar ligado nos shows que estão ocorrendo, o site está cheio de vídeos como esse. Acesse aqui.

Obrigado, Bruna Feltrin :D

n/d

Vídeos e Fotos: Conferência com o Evanescence no Paraguai

 O Evanescence desembarcou nessa madrugada no Paraguai, onde fará seu primeiro show no país. E logo em seguida realizaram uma conferência de imprensa. Vejam abaixo as fotos e os videos:

003~129.jpg 001~129.jpg 00~5.jpg


Obrigado, EvShadow

Amy comenta no twitter sobre momentos em Fortaleza e sobre a chegada no Paraguai

Hoje saí do meu pequeno casulo perfeito onde tenho curado minha alma pelos últimos longos três dias

Estava realmente perdida no paraíso. Na música, amor e na beleza inspiradora desse lindo mundo que te força a largar tudo e apreciá-lo.

... Obrigado Fortaleza. Obrigado Deus.

E agora estamos no PARAGUAI pela primeira vez! Mal posso esperar para fazer música com vocês! O show é nessa sexta, 19 de outubro. ESTEJAM LÁ!

OH!Tenho um pedido especial ao fã clube ou a alguém que esteja vindo para o Meet and Greet! Preciso de uma bandeira do Paraguai para a minha saia. 12x18 polegadas!

Entrevista: Amy Lee fala sobre feminismo, inspirações, turnês e os planos futuros.

Em entrevista ao site britânico AltSounds, Amy Lee fala sobre feminismo, a batalha com a indústria do rock, inspirações músicais, influência nos fãs e os planos futuros.

Clique no título da notícia para ter certeza de ler a entrevista por completo, colocamos apenas um trecho na nossa página inicial.

Boa leitura!


The Lowdown: Entrevista com Amy Lee do Evanescence

Recentemente nomidada ao MTV EMA na categoria “Best World Stage”, a banda vencedora de Grammy já vendeu mais de 23 milhões de álbuns em todo o mundo e com seu último single contando 8,5 milhões de exibições no YouTube, é claro ver que o quinteto fera que resume o sucesso rock em seu gênero ainda fala muito com seus fãs em todo o mundo.

Gastando o verão tocando em shows europeus com ingressos esgotados, Evanescence também está confirmado para fazer uma turnê no Reino Unido, que marcará sua primeira visita desde o sucesso de seu álbum número um na Billboard, auto-intitulado Evanescence, lançado em novembro de 2011.

Famosos por seus arranjos de rock puros e orquestrados, bem como o assustadoramente lindo componente vocal da vocalista, eles realmente estão merecendo seus seguidores e duradouro respeito da indústria como um todo.

Como por natureza, AltSounds teve a oportunidade de conversar com a vocalista perpetuamente linda e igualmente cativante, Amy Lee...

AltSounds: Entre outros, você cita artistas como Björk, Tori Amos, plumb e Danny Elfman como suas influências musicais, mas também há Mozart...

Amy Lee: “Para mim é apenas como ter um sentimento envolvido. Quero dizer, quando escuto a música de Björk é muito sinfônica e apaixonante, eu ouço um monte de semelhanças. Sabe, para mim como um trecho de nossa música.

AltSounds: Você é treinada como uma pianista clássica, quando você tomou a decisão de converter e usar seu amor pela música de uma forma alternativa e demonstrativa?

Amy Lee: “Não foi bem uma decisão. Desde quando consigo me lembrar; Eu tenho transbordado de amor pela música. Eu amo música. Estou em todos os tipos de arte, amo animação, filmes, pinturas, música, comida e todas os outros tipos de coisas, mas é música é mais do que qualquer coisa para mim, é apenas minha paixão. E me lembro, quando era muito pequena, vi o filme Amadeus e fiquei inspirada. Foi uma espécie de momento onde senti que tinha visto o caminho da minha vida. De alguma forma, eu sabia que queria fazer música como uma de minhas primeiras poucas inspirações – porque era muito épico, cheio de paixão e drama. Eu acho que isso fez muito sentido de várias maneiras no caminho que seguimos. Caminhamos para uma muito apaixonada, épica e quase sinfônica por causa da inspiração original de Mozart. E mais, você conhece minhas inspirações? É tipo eu amo clássico e escolhi clássico apenas porque eu amei e queria estar dentro disso. Mas então, eu me apaixonei por Grunge*.”

• Grunge: Gênero de rock alternativo.

[Leia a entrevista completa aqui]

Divulgar conteúdo

Vagas na Equipe!

Se você está interessado em colaborar com o site, clique aqui :)

Lost in Paradise

Facebook